Hotel Taj Mahal

Olá, Ricardo.
Ainda estou em Manaus no Taj Mahal.
O hotel tem um serviço bom e as instalações um pouco gastas, mas sei estão em obras para renová-las.
Não ficamos nos aptos. previamente acertados pois os mesmos estão em obras. Mas na 2ª passagem não me deram o mesmo apto. da 1ª, conforme solicitei ao sair.
Quanto à cidade é meio pretensioso dar uma opinião para quem passou apenas 4 dias, mas vá lá.
Vejo que algumas obras parecem estar melhorando a cidade (os novos parques ao lado do Palácio Rio Negro) estão muito bonitos. Temos bons restaurantes típicos (Canto, Açai) e a área em torno do Teatro está muito legal. O ponto altamente negativo é o porto. Cais (São Raimundo) onde desembarcamos vindos de São Gabriel
é inqualificavelmente ruim e sujo. O trânsito é ruim mas nada que assuste quem é do Rio. Lá é pior. Só andei de táxi então não posso julgar os transportes coletivos. Falta sinais para travessia em frente aos shoppings (Plaza e Millenium).
Seus serviços foram ótimos.
Obrigado e até a próxima.
Abs.
Paulo Jabur.

Hotel Saint Paul / Ariaú Towers / Encuentro de las aguas

Hola Ricardo,
Parece mentira pero ya estoy devuelta. El viaje fue MARAVILLOSO!!!!!!!!!!! Todos los servicios que usted contrató para mi fueron excelentes.
• Translado en taxi, sin problemas tal como me anticipaste.
Hotel Saint Paul: excelente ubicación. Habitaciones luminosas y confortables. Buen servicio, lo único que mi habitación no tenía Net TV por la tormenta. Como protesté, a la vuelta me dieron un apartamento de 2 ambientes muy lindo y con 2 televisores!-
Encuentro de las aguas: muy lindo, bien palnificado.Incluía un hermoso paseo por los igarapés, vimos Victoria regias y numerosas aves y peces. El guía excelente.
Ariaú Amazon Towers: si bien el hotel es bastante viejito, pero es cómodo con amplias habitaciones. La organización de los grupos muy buena, cada uno con un guía. El nuestro Gabriel, excelente, al igual que el programa. La comida es buena. La gente muy cordial.
¿Te acuerdas lo preocupada que estaba por ir sola? Bueno , salvo los tres días en Manaus nunca estuve sola. Pasé unos días soñados , increibles, daba gracias a Dios a cada minuto.
Inconvenientes? ninguno, salvo que los lunes, el INPA está cerrado. El taxista que me llevaba me contó del museo de Cs. Ns y…allí fuimos. Cuando vi el pirarucú vivo casi lloro, me emocione mucho.
Asistí a una función en el Teatro Amazonas. Tiene funciones gratis los domingos s las 11 y 19hs.
Por supuesto conocí los shoppings Amazonas y Manauara ( al mediodía era el único lugar fresco)
Como verás, lo pasé muy bien. Te agradezco mucho tu honestidad durante nuestra “asidua comunicación” voy a recomendar tu agencia a mis amigos y conocidos. Creo que haber elegido setiembre fue una buena opción, aunque en algún momento volveré a ver la selva inundada.
Te mando un cariño muy grande y muchas gracias por todo
Elena (van 2 fotos adjuntas)

Hotel do Largo / Amazon Tupana

Caro Ricardo:

Obrigado pelo seu e-mail – farei comentários com o intuito de melhorar os serviços.

1º – Hotel do Largo – bom hotel, ar condicionado perfeito, Quarto amplio, higiene total, atitude para serviços ÓTIMA – MUITO BOA IMPRESSÃO.-

2º – Manaus – alugamos um táxi por meio dia – (R$ 100,00) – fuimos para Ponta Grossa e vários lugares da cidade, incluindo o mercado do peixe, onde comprei meu tambaqui – tudo foi positivo,

Ao ponto de convidar ao taxista, para um almoço no “recanto do peixe” no barrio de São Francisco –

3º- Amazon Tupana – INFRAESTRUTURA COM SERIOS PROBLEMAS – PASSEIOS BONS – OUTROS SERVIÇOS- de REGULAR PARA RUIM – LUGAR MUITO BONITO –

Problemas: O Gerador a diesel estava quebrado (faz tempo), e provisoriamente foi arranjado um a gasolina, que parece esquentava rápidamente, e era caro, pelo uso de gasolina (funcionava no mais de 5 horas por dia – conseqüências: ventilador e luzes do quarto era de: 19,00 as 23,00 – após disso nem ventilador nem luzes ate o dia seguinte: o calor foi insuportável, se dorme muito mal. O banheiro, não tinha janelas o luz externa, logo so podia ser usado (ainda de dia) com luz de lanterna. Os colchões com grandes”buracos”, superfície irregular, que fazem o sono reparador, (tão necessário),muito mais difícil.

Cozinha: a cozinheira estava ausente (visita a parentes), e foi improvisado um Guia, sr. Ronaldo como substituto, por pura sorte ele resultou uma boa solução, nas palavras do resto do staff. – isto também revela falta de recursos perante emergências de serviços importantes.

Disponibilidade de frutas e legumes: somente foi disponibilizado frutas (abacaxi e melancia), no último dia – ate lá, frutas não tinha nenhuma, e de legumes, uma paupérrima saladinha de alface (velho), com meio tomate. Deplorável, para quem anuncia cozinha internacional e nacional –

Na chegada, antes de pegar o barco para o hotel, eu comprei por R$45,00, um surubim de 9 quilos para o hotel, ninguém me pediu para faze-lo, mais depois pareceu providencial, pois so comimos esse peixe e frango, até o dia que o sr. Nogueira (espécie de pescador, mateiro e motorista dos barcos), pescou um tucunaré enorme que mudou o cardapio.

Esse sr. Nogueira, e o Guia sr. Tarik foram a salvação da lavoura – eu passei bons momentos com eles. Conhecimento profundo da área e muito boa vontade.

Por último, a chegada ao hotel é precária, do barco ao hotel, faltan escadas, falta uma balsa para sair do barco ( so tinha pedaços da velha balsa) e, a pesar da natural boa vontade do cliente, você chega de barco, tem que passar pela água, até terra firme, logo uma ladeira de terra, muito escorregadia, por uns 20 metros, até alcançar as escadas de madeira, isso você carregando teu equipagem até o quarto, pois falta um boas vindas que te ajude; Não é a melhor impressão. A volta foi pior ainda, pois houve 3 embarques em balsas, e a chegada final no Ceasa, cada um carregando seu equipagem por ladeiras íngremes… – em circunstancias normais, isto faz parte do paseio e a gente não repara, mais nestas circunstancias, tudo contribui para o mau humor.

Em geral, parece que os donos do hotel, tem problemas de dinheiro, pois alem dos problemas comentados, o plano para arrumar a casa parece caminhar, desesperadamente lento.nas palavras do sr. Walter ( sócio do emprendimento) –

Em resumo: O hotel tupana, tem que investir em ter serviços essenciais estaveis.

Um grande abraço.

emilio

Nota do hotel Amazon Tupana:


Oi Ricardo/Luciana

Desculpe a demora em resposta, voltei do hotel só ontem a noite.

Referente ao comentário do Sr Emilio;

Estávamos com problemas com nosso gerador a diesel (volante do ferro fundido quebrou e estava em Manaus para conserto direto na retifica), é o que estava em uso era um emergencial a gasolina não tão potente; mas só conseguia gerar energia por 7h direta. Os problemas não eram de racionamento/falta de gasolina – e sim a questão de forçar o motor.
– Problema já resolvido com a compra de um novo gerador na sexta até o outro estar pronto; e este ficará como apoio.

A questão do píer; nossa balsa/pier foi desmontada devido a uma balsa com carregamento para construção da ponte ter passado é estragado; mas um píer pequeno já foi providenciado enquanto o grande fica pronto. O embarque/desembarque será sempre reestruturado devido ao nível de água.

– Alguns clientes não entendem que existe Lodges para todos os gostos e bolsos – alguns com muito conforto e outros com menos devido a localização & estrutura; mas nosso intuito e trabalhar para manter um serviço de qualidade dia-a-dia com a tarifa honesta para um pequeno lodge.

Mas uma vez agradecemos a parceria e estamos ao dispor para qualquer informação que fizer necessária.

Um abraço

Conceição Khattab

Hotel do Largo / Amazon Tupana

Oi Ricardo,

Primeiro desculpe pela demora em responder seu e-mail tão gentil. Precisavamos selecionar umas fotos legais para te mandar das quase 1600 que tiramos nessa viagem.

Tanto eu como minha esposa Laura, ficamos muito impressionados e com nossa expectativa superada acima do que imaginavamos. Inicialmente na chegada a Manaus no Hotel do Largo, que como você havia dito é bem novo, por isso ainda possui coisas a ajustar, mas tem um pessoal muito legal, além de sua localização estremamente privilegiada.

O Amazon Tupana Lodge, nem falar, uma maravilha no meio da floresta, cercado de natureza exuberante até com seus mascotes TEKA e CONCHITA, que tanto queríamos ver. Toda a programação foi cumprida a risca, pelo guia Ronaldo, com quem passamos momentos de muita cultura e com muito lazer. A barwoman “Thai” sempre sorridente e disposta a nos atender, seja que hora fosse. A cozinheira “Edilsa”, cozinha como ninguém , seus pratos eram deliciosos, a super bem elaborados, até piranha pescada por nós na segunda feira a tarde (9 peixes) comemos no jantar do mesmo dia, numa peixada dos “Deuses”. Seu marido o “faz tudo Nicó”, pessoa da melhor qualidade. Pescador nato, levou-nos a uma pesca de tucunaré (não programada), onde ele pegou um exemplar de mais ou menos 2 kg. Foi tudo maravilhoso. A viagem de ida e volta de carro ao hotel, realizada pelo Walter, também não deixou nada a desejar, inclusive no primeiro dia levando-nos aos igapos, onde pudemos ver os botos e um lindo por do sol. Foi muito prazeroso conhecer a floresta dessa forma, e espero poder retornar em breve. Com meus amigos fiz o maior sucesso e todos amaram o local, quem sabe possam estar por ai um dia desses.

No retorno a Manaus, tivemos a felicidade de contar com a presença de Ronaldo, que iria tirar uns dias de folga e acabou ficando conosco, por mais um dia, para nos levar a lugares que iriamos conhecer de qualquer forma, como Cigs, Impa, Museu de Ciencias Naturais, Centro de Artezanato, Mercado, Zona Franca, local para comprar cremes como o MULATEIRO, Ponta Negra (show de Mike Jackson e os Andiras no Larajinha), etc… Agradecemos muito ao Ronaldo por ter nos proporcionado essas visitas, além de termos ido no sábado conhecer o belo Teatro de Manaus, em nada comparado a outros que já conhecemos.

Resumindo, nossa viagem foi explendorosa e pena que durou somente uma semana, precisavamos disso e foi maravilhoso poder estar na companhia dessas pessoas e em lugares tão maravilhosos.

Atenciosamente,

Vanderlei e Laura

Amazon Tupana

Ricardo, gostaríamos de dizer que adoramos o atendimento da Viverde e nossa estadia no Amazon Tupana Lodge, em especial a comida simples e deliciosa e o ótimo tratamento que recebemos de todos. Entretanto, ficamos um pouco decepcionados com a falta de energia elétrica. Em nenhum momento fomos informados que a energia seria regrada e esta informação também não consta de forma clara nos sites. Quando chegamos ao hotel fomos informados que o gerador seria ligado para fornecimento de energia elétrica apenas em horários específicos por breve períodos por escassez de gasolina, sendo que nem mesmo esses horários foram cumpridos (no site da viverde informa que o gerador seria ligado de 12 às 15h e de 18 às 8h, porem chegando lá informaram que seria de 6 às 7h, de 12 às 14h e de 19 às 24h, sendo que ligavam apenas de 13 às 14h e de 19 às 22h ou menos). Como resultado tivemos dificuldades para recarregar nossos aparelhos eletrônicos (câmeras), tomar banho no escuro e para utilizar o ventilador, que serviu apenas como objeto de decoração do quarto. Sugerimos que essa situação seja resolvida e que tais informações sejam explicadas com clareza no site e nas propagandas sobre o Tupana para que esses detalhes não ofusquem a localização espetacular e tudo mais que faz do Amazon Tupana um lugar sensacional.

Abraços,

Diogo e Flaviana